Exame de audiometria ocupacional

Exame de audiometria ocupacional

Saiba para quem é obrigatório a realização do exame de audiometria ocupacional e quando deve ser feito.

Os seus colaboradores estão expostos a ruídos? Fique atento as exigências para realização dos exames de audiometria.

Se você é empregador e está preocupado com saúde da sua equipe e ambiente de trabalho, saiba quais os tipos de atividade exigem a realização de exame de audiometria e com qual frequência eles devem ser realizados. Confira!

Exame de Audiometria. O que e como funciona?

A audiometria ocupacional é um exame que avalia a audição dos trabalhados, que ficam expostos a ruídos no ambiente de trabalho, detectando possíveis alterações auditivas.

O exame de audiometria tem como objetivo medir os impactos das pressões sonoras sofridas pelo trabalhador, realizando um acompanhamento e tomando medidas protetivas para zerar ou minimizar os riscos auditivos.

Para realização do exame de audiometria é necessário que o trabalhador tenha repouso auditivo de no mínimo 14 horas, além da compreensão do teste para que as respostas aos sons apresentados sejam adequadas.

O Exame de audiometria é rápido e indolor e deve ser realizado por um profissional especializado, médico ou fonoaudiólogo, legalmente habilitados.

O que diz a Lei sobre o exame de audiometria?

A realização do exame de audiometria está prevista nas leis trabalhistas de acordo com os critérios propostos pela NR-7 (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional).

A norma estabelece diretrizes e parâmetros mínimos para a avaliação e o acompanhamento da audição do trabalhador através da realização de exames audiológicos de referência e sequenciais.

Quem deve realizar o exame de audiometria ocupacional?

Devem ser submetidos a exames audiométricos, de referência e sequenciais, no mínimo, todos os trabalhadores que exerçam ou exercerão suas atividades em ambientes cujos níveis de pressão sonora ultrapassem os limites de tolerância estabelecidos nos anexos 1 e 2 da NR 15 da Portaria 3.214 do Ministério do Trabalho, independentemente do uso de protetor auditivo.

As cinco categorias profissionais que estão mais propensos a perda auditiva são: trabalhadores do setor metalúrgico, setor calçadista, transportadores de carga, trabalhadores em cerâmicas e da indústria cervejeira.

Com que frequência deve ser realizado o exame de audiometria ocupacional?

Os exames de audiometria ocupacional devem ser realizados nas seguintes ocasiões: na contratação do funcionário, a cada seis meses de trabalho, anualmente a partir de então, e no desligamento.

No momento da demissão, poderá ser aceito o resultado de um exame audiométrico realizado até:

  • 135 (cento e trinta e cinco) dias retroativos em relação à data do exame médico demissional de trabalhador de empresa classificada em grau de risco 1 ou 2;
  • 90 (noventa) dias retroativos em relação à data do exame médico demissional de trabalhador de empresa classificada em grau de risco 3 ou 4.

O intervalo entre os exames audiométricos poderá ser reduzido a critério do médico coordenador do PCMSO, ou por notificação do médico agente de inspeção do trabalho, ou mediante negociação coletiva de trabalho.

Qual a importância de realizar os exames de audiometria?

Realizar exames com frequência é de grande importância para evitar que problemas mais graves se desenvolvam. Nesse sentido, a audiometria ocupacional possibilita identificar a perda auditiva ainda em seus estágios iniciais, tornando mais eficaz o seu tratamento

O ouvido humano não deve ser exposto a níveis de frequência acima de 85 decibéis.

As atividades ou operações que exponham os trabalhadores a níveis de ruído, contínuo ou intermitente, superiores a 115 dB(A), sem proteção adequada, oferecerão risco grave e iminente.

Realizar exames audiométricos, conforme recomendação do PCMSO, ajuda a prevenir riscos de acidentes e que problemas mais graves se desenvolvam.

O exame de audiometria possibilita identificar na sua equipe de trabalho perdas auditivas em estágios iniciais, sendo possível tomar medidas de contenção tornando mais eficaz o tratamento e prevenção.

No Comments

Post A Comment